O tempo que se esgota, a vida que se vai

Artigo de Yasmim Rocha Debossan, pequena escritora de apenas 15 anos e autora do livro “O Amor Além das Estrelas”.

Correria. É exatamente assim que a vida contemporânea pode ser descrita. Falta de tempo. Mas afinal, o que é o tempo? Alguns nem sequer se lembram mais.

O tempo pode ser descrito da forma denotativa como períodos ou duração dos fatos. Mas talvez, se pensarmos afundo, veremos que o verdadeiro tempo que precisamos é conotativo, aquele que não está no dicionário. Superior que as palavras, tem a qualidade, ou maldição, de deixar tudo para trás. É ele o responsável por assuntos mal entendidos, por tristezas que ficaram no passado e que não se alterarão jamais. É ele o culpado pela maldição de não permitir que um momento de alegria volte, mas permite que sorrisos e suspiros ainda sejam dados pelo simples fato de lembrar.

São muitos afazeres, sem dúvida. Trabalho, trânsito, casa, filhos… Tudo bem, a capacidade humana é inestimável, mas até onde se deve ir até que o tempo não passe de uma mera lembrança?

Reclamações não faltam, mas atitudes sim, e pouco a pouco, a família fica de lado, a viagem de férias é adiada, o amor acaba e o café esfria. Depois não é presente, é um futuro que pode não vir a ser, é contar com a sorte que o tempo lhe dará, mas não conte com a bondade do tempo, ele é rígido, talvez até mesmo draconiano.

A humanidade parece que se esqueceu de como é bom uma tarde ao ar livre, ao lado de amigos. Deitar em uma rede e apreciar um bom livro, ou quem sabe um almoço em família, virou passado. O tempo consumiu os bons momentos e a sua vida foi roubada, afinal, quando se chega a tal estágio da maldade, não se vive, apenas se existe.

Acredite, ainda não é o fim. Ainda dá tempo de voltar, mas volte enquanto o tempo ainda permite, não adie mais o que é inadiável.

Você é o essencial, é o que vêm em primeiro lugar. Não esgote todas as suas energias com o trabalho, ainda é necessário queimar várias calorias em uma brincadeira com os filhos, uma conversa com aquele amigo distante e uma leitura bem agradável antes de dormir. Um jantar especial, um banho quente e relaxante. Você. Você é mais importante.

Não se perca para você mesmo. É necessário viver, pensar e respirar. É preciso dormir sem preocupações na cabeça. É um momento que deve ser seu para estar com a melhor pessoa do mundo: Você.

Não traga o mundo para casa, o que é do mundo, fica no mundo. A escuridão não deve se esgueirar através das portas ou janelas e perturbar o que é da família. Muito comum na cultura oriental é não entrar em casa com os sapatos da rua. Não estou dizendo para mudar seus hábitos a esse ponto, todavia os orientais apresentam uma explicação mais aprofundada para tal ato, tão simples, que pequena parte da população enxerga e compreende. É um gesto para dizer que o que é da rua, na rua deve ficar. Que a sujeira que dela provêm não afetará o conforto de sua casa e não lhe exporá a nenhum risco.

Não fique doente. A doença, muitas vezes, quem causa é você. É seu cérebro que está cheio e pensa tanto que a sua fantasia te deixa doente, é a imaginação, muitas vezes negativa que trás o desconforto.

Acorde tarde. Mas também acorde cedo. Aproveite o conforto da cama, mas consagre a luz do Sol que é carregada de boas energias.

Desligue o celular, saia da frente da televisão. Você não precisa de mais cultura inútil ou informações negativas sobre o andamento da nossa casa, o mundo. Não gaste o curto espaço de tempo que tem com bobagens, veja os pequenos detalhes da vida, aqueles que são capazes de atingir milagres.

Não brigue, não se chateie, não se desentenda. A vida é tão pequena para se importar com futilidades.

Não fale tolices. A vida é tão bonita, a natureza é tão perfeita. Você é impecável, do jeito que você é.

Acorde! A vida não volta, não a perca, viva-a o mais intensamente possível  e viva a vida com mais qualidade.

Só não se esqueça de rir e não deixe que nada lhe tire o sorriso do rosto. Não deixe que o tempo seja uma lembrança, não se olvide de tê-lo, e o tempo, somos nós que fazemos.

Comments

  1. Cleuza Lúcia Pimenta

    Parabéns Yasmim! É muito bom ver jovens como você, com apenas 15 anos, escrevendo de maneira tão coerente, consistente e linda. Estou orgulhosa de tê-la como amiga e parceira. Parabéns também pelo livro “O Amor além das estrelas.” É um delicioso romance, que com certeza fará muito sucesso. Ler o seu livro me enche de gratidão por ter a sua amizade.
    Você conseguiu expressar de forma intensa e encantadora a nossa relação com o tempo, que está relacionado com a vida e como tal, deve ser bem aproveitado e jamais desperdiçado.
    Caetano Veloso, em sua música Oração ao Tempo confirma: “… por seres tão inventivo e pareceres contínuo, tempo, tempo, tempo. És um dos deuses mais lindos. Tempo, tempo, tempo, tempo… que sejas ainda mais vivo, no som do meu estribilho…”
    Que Deus lhe abençoe e lhe conceda paz, sabedoria e saúde para que você possa realizar o seu sonho de escritora com alegria, paixão e muito sucesso

  2. Vera Lúcia de Melo

    Brilhante texto Yasmim! Você tem razão, a humanidade precisa resgatar muitas coisas boas que deixamos para trás, caso contrario estaremos apenas existindo.

    • Yasmim Debossan

      Muito obrigada pelo carinho, Vera! Como disse, precisamos retirar um tempinho para ter um pouco mais de qualidade de vida. O que acha de colocar em prática esses hábitos agora mesmo? Beijos!

  3. Josele de Freitas Paula

    Que lindas palavras Yasmim. Tão jovem e tão sensível nesta relação que temos com o tempo. Você se expressou de uma forma muito tocante. Parabéns. Quero muito ler seus textos. Com certeza usarei suas reflexões em meus trabalhos com promoção da saúde. Abraços

    • Yasmim Debossan

      Fico feliz que tenha gostado, Josele! Espero escrever muitos outros artigos e desejo que eles também lhe cativem como este primeiro. Acho que essas reflexões sobre o tempo darão boas discussões em seus trabalhos. Beijos

  4. Luisa teles

    Eu já sabia que você escrevia bem Yaya, mas não tanto! Você conseguiu fazer lágrimas brotarem em meus olhos com seu texto, simplesmente porque tudo oque você disse é verdade. O tempo é um tesouro muito precioso! Parabéns minha amiga, que mais e mais conquistas ocorram em sua vida!

  5. Elaine Dutra Amado

    Yasmim parabéns! Seu talento é notável! Quando li que tinha apenas 15 anos não acreditei. Gostaria de ver mais jovens e adolescentes fazendo coisas para o bem, assim como você, que desde cedo está deixando uma marca positiva no mundo! Desejo muito sucesso e que Deus te abençoe grandemente!

    • Yasmim Debossan

      Muito obrigada, Elaine! Infelizmente a juventude está cada vez mais afastada da leitura e da escrita, porém o incentivo é algo que deve acontecer desde cedo. Agradeço imensamente os votos. Beijos.

Leave a comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *